Muitos motoristas só lembram do sistema de arrefecimento do veículo quando começa a sair fumaça do capô, aí já é tarde demais! Para o pleno funcionamento e bom rendimento do carro é primordial a manutenção preventiva do sistema de arrefecimento incluindo a limpeza do radiador.

Entender o que é e quais são as funções do sistema de arrefecimento do motor do seu veículo é o primeiro passo para compreender a importância da manutenção preventiva e a limpeza do radiador.

O que é e como funciona o sistema de arrefecimento?

O sistema de arrefecimento do motor tem um papel muito importante dentro da estrutura mecânica do seu carro. Ele é o responsável por manter a temperatura a um nível adequado, impedindo que o automóvel, quando em atividade, fique muito quente. Assim, o sistema protege tanto o veículo quanto o condutor, uma vez que previne que as demais peças se deterioram pela ação do calor em excesso ou mesmo que ocorra uma explosão pelo excesso de calor.

A partir do momento em que é dada a partida no carro, uma série de processos acontecem para que ele comece a funcionar. Com tantas explosões decorrentes da queima do combustível que dá energia ao motor, as temperaturas nessa parte no veículo são altíssimas. É para que nenhum componente derreta e comprometa o funcionamento do automóvel que trabalha o sistema de arrefecimento.

O sistema de arrefecimento é montado em um ciclo fechado que contém 7 componentes principais: bomba d’água, sensor de temperatura, válvula termostática, reservatório, radiador, aditivo e ventoinha. Com o fluxo fechado destas peças, não é possível que a água evapore, de forma a aumentar a durabilidade do líquido no reservatório. É o fluxo do fluido no sistema que mantém a refrigeração do motor.

Leia mais: Redobre os cuidados com seu carro no inverno

Qual o papel do radiador no sistema de arrefecimento?

O radiador, coração do sistema de arrefecimento, tem como principal função realizar a troca de calor entre água quente que vem do motor e o “ar frio” que vem da atmosfera. A água passa pelas aletas de alumínio do radiador e conforme o ar de fora do carro entra em contato com essas aletas a água é resfriada. Assim que a água troca calor com o ar ela volta para o ciclo de resfriamento do motor.

Logo, essa peça precisa estar sempre em boas condições, um radiador sujo pode não desempenhar a tarefa adequadamente e acabar queimando a junta do cabeçote, por exemplo. Ainda, rodar com a peça suja aumenta consideravelmente a chance de enfrentar um superaquecimento, e com isso, diminuir a vida útil do motor, que pode vir até a fundir.

Por que fazer a limpeza do radiador?

A limpeza do radiador se faz necessária porque com o tempo, a sujeira se acumula dentro do radiador e o fluido se torna menos eficaz, o que prejudica o desempenho do motor e aumenta o consumo de combustível. Recomenda-se a realização do procedimento uma vez a cada 30 mil quilômetros ou dois anos.

Existem alguns produtos apropriados para limpeza do radiador que são facilmente encontrados em lojas especializadas. Esses produtos limpam o sistema de arrefecimento, eliminando a ferrugem, resíduos de óleo, lodo e oxidação, aumentando assim a eficiência de troca térmica do sistema de refrigeração do motor.

Fluidos misturados à água do radiador são fundamentais para manter limpo e em bom funcionamento o sistema de arrefecimento. Sem ele, as peças metálicas do motor, que estão em constante atrito e submetidas a fortes explosões do combustível dentro do cilindro, podem simplesmente derreter, inutilizando completamente o motor do carro. O fluido de refrigeração deve ser composto por 50% água desmineralizada e 50% anticongelante/aditivo.

Leia mais: Aditivo ou água: qual melhor opção para o radiador?

Limpeza do radiador passo a passo

Antes de começar a limpeza em si é preciso separar alguns utensílios que serão importantes durante o processo: chave ajustável, baldes vazios, toalhas, água, mangueira, anticongelante e o kit de limpeza.

  1. Estacione o carro em um local bem iluminado e, de preferência, nivelado;
  2. Espere o motor esfriar. Nunca arrisque começar a limpeza enquanto o motor ainda estiver quente, isso pode levar a queimaduras graves;
  3. Abra o capô, encontre o radiador e, caso seja possível, limpe as ripas de metal que ficam na frente e atrás do mesmo usando água, sabão e uma escova de nylon;
  4. Examine o radiador e as mangueiras para confirmar se estão em bom estado;
  5. Posicione um recipiente embaixo do carro alinhado ao radiador, encontre a válvula de drenagem e use uma chave ajustável para desapertá-la;
  6. Espere o fluido de refrigeração ser drenado e em seguida feche a válvula;
  7. Retire a tampa do roteador e coloque uma mangueira de jardim dentro dele, enchendo-o de água;
  8. Ligue o carro e deixe ligado por 10 minutos;
  9. Desligue o carro e espere ele esfriar;
  10. Desaperte a válvula outra vez para que a água escorra;
  11. Repita esse processo até que a água saia limpa;
  12. Adicione o novo fluido até o limite indicado;
  13. Ligue o carro e o deixe ligado por 15 minutos, isso vai fazer com que todos os bolsões de ar saiam e abram espaço para o novo fluido.
  14. Complete o reservatório com fluido.

Lembre-se também de não descartar o fluido velho em qualquer lugar, pois ele é tóxico. O ideal é levá-lo até uma mecânica ou loja especializada.

Ao final do processo de limpeza do radiador é recomendado dar uma volta com o carro para testar se tudo está funcionando normalmente. Observe as luzes de aviso do painel: se alguma delas for acionada pode ser sinal de algum problema na limpeza. Caso contrário, significa que tudo saiu como esperado e que o carro está mais potente e com um motor mais eficiente.

Se você achou um pouco complicado realizar a limpeza do radiador manualmente não hesite em procurar um profissional para realizar o procedimento. Antes de qualquer coisa é preciso estar seguro do que está fazendo, tanto para a preservação da sua saúde quanto da vida útil do seu patrimônio.